Gifs animados

 

                                             

                                   Nada de sedentarismo!!!                                         Mexa-se regularmente!!! 

A importância da atividade física e do exercício físico para a saúde:*

Com freqüência, os termos "Atividade Física" e "Exercício Físico", são utilizados como se fossem a mesma coisa, mas, há diferença entre eles. A atividade física é qualquer movimento corporal produzido pelos músculos, que resulte em um gasto energético maior do que os níveis de repouso, enquanto que exercício físico é toda atividade física planejada, estruturada e repetitiva que tem por objetivo a melhoria e a manutenção da aptidão física1. Ou seja: a atividade física ocorre o tempo todo, como limpar a casa, levar o cachorro para passear, passar roupa, lavar a louça etc. Já o exercício físico é algo que podemos planejar, tem tempo e horário certo para acontecer, como caminhar ou pedalar por alguns minutos (30 minutos, por exemplo) e alguns dias (ex: 5 dias na semana).

Define-se sedentarismo como a falta ou a grande diminuição da atividade física. Na realidade, o conceito não é associado necessariamente à falta de uma atividade esportiva, pois do ponto de vista da Medicina Moderna, o sedentário é o indivíduo que gasta poucas calorias por semana com atividades ocupacionais2. Atualmente as pessoas estão muito paradas e sedentárias, passando várias horas sentadas em frente a um computador, ou deitadas na frente da televisão com vários controles remotos e uma mesa cheia de Fast-food (que significa comida rápida). Isso é péssimo, pois, esses indivíduos possuem maiores chances de desenvolver vários problemas de saúde. Veja alguns conceitos no fim da página.

 O sedentarismo é considerado o principal fator de risco para a morte súbita e quase sempre está associado direta ou indiretamente às causas ou ao agravamento da grande maioria das doenças. Entre elas estão3:

Obesidade Doença Arterial Periférica Diabete Melito Dislipidemias Hipertensão Arterial
Doenças Cerebrovasculares Doenças Dermatológicas Doenças Cardiovasculares Doenças Respiratórias Doenças Osteoarticulares
    Síndrome Metabólica    

Vários estudos mostram importante associação entre estilo de vida ativo, menor possibilidade de morte e melhor qualidade de vida. A prática regular de atividade física combate várias doenças. Podemos citar4:

Doença aterosclerótica coronariana Acidente vascular encefálico Doença vascular periférica Diabetes melito do tipo II Osteoporose
osteoartrose Obesidade ansiedade depressão Hipertensão arterial sistêmica
Câncer: de cólon, mama, próstata e pulmão

Enfim, os benefícios da atividades são enormes à saúde física e também mental. Portanto, mexa-se: limpe a casa; leve o cachorro para passear; prefira as escadas ao elevador. O que não vale é ficar parado! Não deixe para começar ainda na segunda feira. Pode ser em qualquer dia da semana, de preferência, hoje mesmo!!!  

* MUITO IMPORTANTE: Antes de começar qualquer atividade física, mesmo que seja uma caminhada, procure um médico para fazer exames: desde exames de sangue até exames no coração. Vá a um cardiologista para avaliar se pode se exercitar e quais exercícios você deve ou não praticar. Existem vários problemas de saúde que são silenciosos e só aparecem quando você se esforça fisicamente. Por isso, antes de colocar o tênis ou comprar sua roupa para malhar, procure orientação médica. Além disso, o professor precisa ser formado em Educação Física e ter conhecimento específico e correto na sua área de atuação (muito cuidado com isso);

 SIGA O EXEMPLO DO CACHORRINHO E NÃO DO DONO!!!

 

Alguns conceitos:

Aptidão física: capacidade de executar exercícios físicos2

Fast-food: termo inglês que em português quer dizer comida rápida. Ou seja, pode ser ingerida rapidamente. Ex: pizza, salgados, batata frita, sanduíches.

Dislipidemias: Alterações que ocorrem na composição da gordura sanguínea (ex: colesterol elevado; triglicérides elevado; "LDL" alto; "HDL" baixo).

Doença aterosclerótica coronariana: É quando a artéria coronariana endurece e fica obstruída5. Essa artéria é responsável por nutrir o coração.

Hipertensão Arterial: É também chamada de Hipertensão Arterial Sistêmica. É definida quando a pressão fica igual ou maior do que 140/90 em pessoas que não estão usando remédios controladores da pressão6. 140/90 é o mesmo que 14/9. Essa doença é popularmente conhecida como pressão alta.

Acidente vascular encefálico: Também é conhecido como AVC ou derrame cerebral, ocorre quando há um entupimento ou o rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea adequada. Pode ser isquêmico (quando o vaso sanguíneo entope, deixando de transportar o sangue para partes do cérebro) ou hemorrágico (quando o vaso sanguíneo se rompe, provocando sangramento no cérebro)7.

Doença Vascular periférica: É o mesmo que Doença arterial Periférica e é definida pela diminuição do fluxo sangüíneo nos braços, pernas, coração, rins e cérebro devido ao acúmulo de placas de gordura nas artérias8.

Obesidade: É o acúmulo excessivo de gordura corporal de forma a comprometer a saúde9. Esse é o conceito da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Diabetes Melito tipo II: O Diabetes é o excesso de açúcar (glicose) na corrente sanguínea. Também chamado Diabetes Mellitus tipo II, é caracterizado por resistência à insulina ou deficiência de secreção da insulina6. Esta é um hormônio que leva a glicose que está no sangue para dentro da célula. A resistência à insulina é quando o corpo produz a insulina em quantidade adequada, mas ela não funciona como deve. Se a insulina não funcionar direito ou o corpo produzir pouca quantidade dela, o açúcar vai se acumular no sangue.

Osteoporose: É uma doença que enfraquece os ossos, responsável por perda de altura, problemas posturais, fraturas dos quadris e de outros ossos10.

Câncer: Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado (maligno) de células que invadem os tecidos e órgãos, podendo espalhar-se (metástase) para outras regiões do corpo. Dividindo-se rapidamente, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores (acúmulo de células cancerosas) ou neoplasias malignas. Por outro lado, um tumor benigno significa simplesmente uma massa localizada de células que se multiplicam vagarosamente e se assemelham ao seu tecido original, raramente constituindo um risco de vida11.

 

Fontes:

1 - DOMINGUES, Marlos Rodrigues; ARAUJO, Cora Luiza Pavin. Conhecimento e percepção sobre exercício físico em uma população adulta urbana do sul do Brasil. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro-RJ, 2004. Disponível em: http://www.scielosp.org/scielo.php?pid=S0102-311X2004000100037&script=sci_arttext

2 - MATTOS, Andréia Duarte, et al. Atividade física na sociedade tecnológica. Revista Digital - Buenos Aires, 2006. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd94/tecno.htm

3 - ROVEDA, Dra. Fabiana. Atividade Física e Saúde. GADAC - Grupo de apoio às Doenças do  Aparelho Cárdio Circulatório Ltda, São Paulo-SP, 2004.
Disponível em: http://www.educacaofisica.com.br/biblioteca/atividade-fisica-e-saude/

4 - CARVALHO, Tales de, et al. Posição oficial da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte: atividade física e saúde. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, 1996.
Disponível em: http://www.medicinadoesporte.org.br/images/pdfs/1997_Ativ_f%EDsica_e_saude.pdf

5 - CardioSite, . Doença Arterial Coronariana. UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo). Disponível em: http://www.unifesp.br/denf/NIEn/CARDIOSITE/insuf.htm

6 - Biblioteca Virtual em SAÚde do MS (Ministério da Saúde).  Hipertensão arterial sistêmica – HAS e Diabetes mellitus – DM,  Protocolo. Cadernos de Atenção Básica, Caderno 7, Brasília - 2001. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cd05_06.pdf

7 - Biblioteca Virtual em SAÚDE do MS (Ministério da Saúde). AVC – Acidente Vascular Cerebral, 2006. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/html/pt/dicas/105avc.html

8 -  COCOLO, Ana Cristina. Demora no diagnóstico aumenta incidência de amputação no Rio. UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo), 2010.
Disponível em: http://dgi.unifesp.br/comunicacao/noticias.php?cod=5087

9 - GONZAGA, Fernanda Maria G., et al. Estudo dos distúrbios respiratórios do sono em pacientes obesos mórbidos submetidos à cirurgia bariátrica (Revisão de Literatura). Universidade do Vale do Paraíba, 2005.  Disponível em: http://www.inicepg.univap.br/cd/INIC_2005/epg/EPG4/EPG4-84%20ok.pdf

10 - CEDOES, Diagnóstico e Pesquisa. Osteoporose - o que é. Disponível em: http://www.cedoes.com.br/?pg=oquee

11 - INCA - Instituto Nacional de Câncer - O que é o câncer? Disponível em: http://www.inca.gov.br/conteudo_view.asp?id=322